31 de maio de 2017


Imagem relacionada


A casa estava cheia, havia comida e bebidas por toda a parte, havia uma piscina enorme no jardim cheia de balões, parecia tudo animado.
Entrámos pela casa dentro e a Rita veio logo ter connosco.

Rita: Hey pessoal, como estão?

A Carla apresentou-nos e depois juntou-se ao resto das pessoas que estavam na sala a beber e a conversar.

Ao fundo da sala, estavam uns rapazes muito animados, um deles chamou-me a atenção, a cara dele não me era estranha, mas não dei grande importância na altura.

Juntei-me aos meus amigos e comecei a dançar, a música estava boa e eles estavam bem divertidos, principalmente a Carla e o Francisco, que já estavam com uns copitos a mais.

Carla: Amigaaaaaa!!! Adoro-te!!!

Alice (eu): Eu sei, eu sei! Ahah também te adoro!

Puxou-me e dançamos as duas, todas divertidas no meio da sala.

Francisco: Ahahah vocês estão bonitas estão! Bebam água!

Alice (eu): Claro, claro... olha quem fala...

Nesse instante, agarra-me e dá-me um beijo na bochecha. Senti logo o cheiro a álcool e afastei-o, ficou um pouco amuado mas acabou por se afastar.
Fui buscar uma bebida e petiscar algo quando senti uma mão tocar-me no ombro. Era o rapaz cuja cara não me era estranha. Mal sabia eu que vinham aí problemas.

Rapaz: Olá rapariga dos olhos verdes! 

Alice (eu): Desculpa?

Rapaz: Não te lembras de mim?

Alice (eu): Hmm..nem por isso...

Rapaz: Pudera... Sou o Lucas! Conhecemos-nos na festa da praia!

Alice (eu): Ah sim... - disse envergonhada.

Lucas: Estas melhor depois daquela noite?

Alice (eu): sim, muito melhor! Nem acredito que acabei por ficar naquele estado, que vergonha!

Lucas: Oh esquece lá isso, acontece... 

O Lucas era giro e divertido, mas não me despertava grande interesse o meu coração já batia por outro rapaz, sem que eu desse conta.

Bernardo: Viste o Francisco?

Alice: Não...Não estava contigo?

Bernardo: Não sei mesmo onde se meteu...também já estava um pouco bêbado...cá para mim meteu-se com alguma miúda...

Só de ter pensado naquela hipótese, o meu estômago andou às voltas, nem eu percebi o porquê daquela sensação.
Voltei ao normal, quando me virei e vi o Francisco furioso a ir na direcção do Lucas.

Francisco: Que é que este gajo está aqui a fazer?

E espeta-lhe um valente soco na cara. Os dois começaram à bulha um com o outro e as pessoas a agarra-los para os conseguirem separar.

Alice: Parem!!!

Depois de os conseguirem separar, a Rita pegou no Lucas e levou para a cozinha para tentar acalma-lo.
Eu segui para o jardim com o Bernardo e o Francisco.

Alice: Que é que te deu? - disse furiosa.

Bernardo: Estas bem?

Francisco: estou, não te preocupes!

Do lado de dentro, ouço a Carla a chamar o Bernardo. O Bernardo acabou por ir ao encontro dela deixando-nos a sós.
Sentei-me ao lado do Francisco impaciente por obter resposta da parte dele, mas fui ignorada.

Alice: o alcool deixa mesmo as pessoas mais violentas... sinceramente Francisco...era escusado tudo isto!

Francisco: Mas tu achas o quê?? Que eu ia voltar a assistir a mais uma cena daquelas como a da festa da praia?? 

Alice: O Lucas estava só a ser simpático!

Francisco: Sim claro...Sem segundas intenções...ahahah - disse ironicamente.

Alice: a sério Francisco!?!

Virou-se e olhou-me indignado.

Francisco: Tu ainda não percebes-te pois não...

Alice: Perceber o quê? - levantei a voz.

Francisco: Eu não suporto ver-te com aquele gajo!!!

Alice: como assim? - fiquei confusa.

Francisco: Aliás com nenhum gajo...

Alice: Han?!

Levantou-se e seguiu ate à piscina, segui-o confusa, sem perceber nada do que ele estava para ali a dizer.

Alice: hey, Francisco?

Virou-se rapidamente e encarou-me.

Francisco: Eu gosto de ti!

Alice: Gostas de mim... - disse estupefacta.

Francisco: Sim, eu gosto, mais do que amizade...

De repente ouviu-se umas sirenes, perto de casa da Rita, a vizinhança tinha chamado a polícia por causa do barulho da festa, que lhes estava a causar incómodo. 
Naquela noite todos saíram dalí, a correr, pelas traseiras. Eu e o Francisco acabamos por nos separar devido à confusão. Só encontrei mais tarde a Carla, que me ligou a perguntar onde estava. Quem diria que aquela noite acabaria assim.










summer love - parte 7
31 maio

summer love - parte 7

21 de fevereiro de 2017



Era fim-de-semana, não tinha nada de jeito para fazer, e a Carla estava em casa de uns tios. Decidi então, ir até à praia passear à beira-mar.
Era tão bom, sentir o sol quente na pele e o mar fresco nos pés, ouvir o enrolar das ondas e sentir a leve brisa nos meus cabelos. Ahh como era bom o Verão e ainda o é.

Francisco: Por aqui?

Alice(eu):Olá para ti também! 

Ele continuou a seguir-me, sem dizer uma palavra, decidi, na altura, quebrar o silêncio.

Alice(eu): Continuas chateado? Nunca mais disseste nada depois daquele telefonema...

Francisco: Esquece isso...

Alice(eu): Só me queria desculpar... Querias apenas defender-me daquele tipo que nem sequer me lembro, e eu comportei-me como uma estúpida, mas acredita que não foi por mal, eu apenas estava sob efeito do álcool.

Francisco: és mesmo croma! 

Riu-se e brincando empurrou-me.

Alice(eu): Ahahah engraçadinho!!! Desculpas aceites?

Ficou a olhar para mim em silêncio durante alguns minutos, pegou na minha mão e puxou-me para me abraçar, um abraço tão reconfortante, tão bom.

***

Quando cheguei a casa, ouvi o meu telemóvel a tocar, era a Carla.

 Alice(eu): Estou?

Carla: sim amigaaa, planos para hoje à noite?

Alice(eu): nenhuns pra já, vocês vão a algum lado?

Carla: é assim a Rita, aquela minha amiga do clube de teatro,sabes?

Alice(eu): sim, sei que é!

Carla: ela hoje faz anos, e convidou-me para ir a uma festa lá em casa dela, e podia levar mais pessoal, que me dizes? Vou convidar o Bernardo e o Francisco também!

Alice(eu): Ok, por mim tudo fixe!

Carla: Boa!!!!

summer love - parte 6
21 fevereiro

summer love - parte 6

31 de janeiro de 2017



Como era óbvio, naquela manhã,  tinha acordado com uma ressaca do pior, umas dores de cabeça que não acabavam, estava um caco. Não me recordava muito bem da noite anterior. 

Carla: Alice? Alice?

Ouvi a Carla a gritar do inicio das escadas. Levantei-me e senti-me muito tonta.

Alice (eu): Credo, estou aqui!

Carla: Aposto que estás com uma ressaca de todo o tamanho! Lembras-te de alguma coisa da noite de ontem?

Alice (eu): Na verdade, não...

Carla: Ai amiga amiga, vou ter de te contar tudo estou a ver...

A Carla lá me detalhou tudo, tim-tim por tim-tim, naquele momento fiquei chocada. Como é que me tinha comportado como uma oferecida com o rapaz? E porque é que o Francisco ficou tão aborrecido comigo? A Carla achava que era, pelo facto, de eu estar a fazer figura de parva e o Francisco me ter "defendido" do rapaz, que se estava a aproveitar de mim, e eu lhe ter falado mal por isso.  Não pensei em mais nada e tentei ligar logo ao Francisco, precisava mesmo de me desculpar. Tentativa falhada, o Francisco não me atendeu.

Alice (eu): Será que ele ainda está chateado?

Carla: Não sei, pode até nem estar com o telemóvel perto dele. Tentas mais tarde.
    
***

Dormia profundamente, naquela tarde, estava exausta da noite anterior.
Acabei por ser interrompida pelo telefone, que tocava dando sinal de chamada.

Alice (eu): Sim?

Francisco: Ligaste-me...

Alice (eu): Ahh, Francisco!!!

Francisco:Sim! Quem mais haveria de ser?

Alice (eu): A Carla contou-me tudo sobre a noite de ontem...

Francisco: E então??

Alice (eu): Ai Francisco...deixa de ser arrogante!!

Francisco: Arrogante? Arrogante foste tu comigo ontem, quando tentei evitar que fizesses mais figuras parvas!!!

Alice (eu): Desculpa! Sabes que não estava em mim...

Francisco: Óbvio que não estavas, parecias uma oferecida, estavas a deixá-lo abusar de ti. Não sei, mas pareceu que estavas a gostar bastante.

Alice (eu): Pára!!! Já te pedi desculpa, importas-te de deixar de ser um estúpido?!

Francisco: olha eu agora não posso estar a falar, depois falamos, tchau.

E desligou.me o telefone na cara. Fiquei furiosa com ele,naquele dia. Hoje, até sinto saudades das nossas discussões por tudo e mais alguma coisa. Por mais tempo que passe, vou sempre sentir saudades de tudo.
  








Summer Love - parte 5
31 janeiro

Summer Love - parte 5

15 de janeiro de 2017


"Star é uma jovem sem nada a perder. Quando encontra um grupo de rapazes e raparigas que, como forma de sustento, viajam pelos EUA a vender subscrições de uma revista, decide juntar-se-lhes. Entre eles está Jake, por quem se apaixona e com quem vive uma relação muito peculiar. Star vê-se assim envolvida com um conjunto de inadaptados para quem as festas, o amor livre e a constante fuga às autoridades substituem a imposição de regras dos que se preparam para a vida adulta…"

Tenho-vos  a dizer que gostei tanto do filme, que já o vi umas três vezes seguidas ahah.
Este filme transmite um espírito jovial, e adorei a personagem Star (Sasha Lane), fez um excelente enquadro neste papel.
Recomendo este filme, e claro, vou vê-lo muitas mais vezes, é espectacular, sem ponta de dúvida! :)
American Honey
15 janeiro

American Honey

7 de janeiro de 2017

Resultado de imagem para lonely girl tumblr

dia 1 - Não sei mais quem sou...Os dias tornaram-se escuros, não há mais cor na minha vida. Isolei-me, não consigo confiar em ninguém. A minha alma dói.

dia 4 - Passo os dias com sono, não tenho sequer vontade de acordar. Ninguém quer saber... Sinto-me sozinha no meio desta multidão. Apetece-me chorar a toda a hora. A tristeza tornou-se rotina. Deixei para trás os meus amigos, mas eles nem se importaram com a minha ausência, não faço falta a ninguém. Passei para último plano na vida das pessoas.

dia 7 - Não aguento mais! Quando é que isto acaba? 

dia 9 - Estou tão anestesiada, parece que fui injectada de dor e tristeza nas veias. Não quero saber de nada, tudo me aborrece e cansa facilmente. Só quero dormir e nunca acordar.

dia 11 - Cansei-me disto... subo até ao cimo da ponte ,exausta e já sem forças, nada me importa e eu não tenho importância...Dou um passo e sinto medo, mas este medo não me impede, solto-me e sinto-me livre, tão livre...perco os sentidos...Acabou.


*Apenas me inspirei e decidi escrevê-lo. Atenção! não é um texto que retrate a minha vida neste momento, nem um desabafo, nem nada do género.  Além de ser um texto que descreve uma situação de alguém (que eu criei/inventei) numa situação nada positiva, espero que gostem :)
Diário de uma mente depressiva
07 janeiro

Diário de uma mente depressiva

22 de dezembro de 2016


Imagem relacionada

Que seja um Inverno cheio de coisas boas e muita alegria! 



Welcome Winter
22 dezembro

Welcome Winter

18 de novembro de 2016


Parece que vem aí um fim-de-semana de muita chuva e frio,mas não vamos desanimar, há tanta coisa que podemos fazer, uma vez que está a chover lá fora e não nos apetece sair de casa.


Aproveitem para relaxar, para pôr as séries em dia ou ver um bom filme, para ouvirem música, enquanto estão à lareira a beber aquele chocolate quente que vos aquece o coração.


Porque os dias chuvosos e frios também trazem coisas boas 😘




bom fim-de-semana! :)
18 novembro

bom fim-de-semana! :)

5 de outubro de 2016

✿ Pinterest // bowspearlsmari ✿:
Chegou o frio que atormenta a minha mente, o café quente que escalda os meus lábios é amargo, e a lã da minha camisola pica-me na pele.Os dias são mais cinzentos, os flocos de neve caem duros no chão da rua.Um arrepio percorre-me espinha acima, a chávena de café estala em bocadinhos no chão. Não me preocupo em limpar apenas calço uns all star velhos e corro porta fora. O ar frio gela na cara mas eu continuo a correr desesperadamente à tua procura, não sinto os pés, péssima ideia não ter usado botas! Ouço as nossas vozes ecoarem na minha mente, tropeço e caiu de joelhos num monte de neve, percebo que já não estás cá, sinto-me vazia como se tivesses levado a minha alma quando decidis-te partir...
05 outubro

14 de junho de 2011




A praia estava maravilhosa, o mar calmo, um pôr do sol magnifico, uma fogueira acesa, e uns balões coloridos espalhados pela praia. A musica estava agradável e dava vontade de ir dançar.
Naquela noite o Francisco estava deslumbrante, um pouco mais que o normal, com o seu sorriso radiante e naquele ambiente mágico. A Carla estava super gira como sempre, e o Bernardo sempre divertido.
summer love - parte 4
14 junho

summer love - parte 4

29 de abril de 2011



Estendemos as toalhas junto ás dos rapazes e fomos ter com eles ao mar, estava um dia tão bom de praia, o sol quente e a brisa agradável do mar, um dia perfeito para passar com eles.

Carla: Olá rapazes!

Bernardo: Olá meninas,como estão?

O Bernardo brincalhão como sempre, saudou-nos molhando-nos com a água fria do mar. Nós não nos ficámos e começamos uma guerra de água, nós contra eles. Admito que foi divertido na altura.
Acabámos por nos ir secar nas toalhas.

Francisco: Já ouviram falar na festa de logo à noite?

Alice (eu): Ahh sim...vocês estão a pensar ir?

Bernardo: Eu alinhava! E vocês?

Carla: Eu alinho!

Francisco: Pronto, então logo podíamos vir todos juntos, a festa acho que começa por volta das 20h.

Alice (eu): Por mim tudo bem...

Estávamos todos entusiasmados com a festa na praia, ia ser uma festa bem diferente das outras. Estar na praia com os amigos, com boa música, o pôr do sol, as fogueiras, o ambiente, tudo... 

Depois de sairmos da praia foi logo para casa, tinha de tomar um duche e preparar o melhor bikini e a minha túnica de renda branca. "Tinha de ser uma noite perfeita!" pensava para comigo naquele final de tarde.



                       






summer love - parte 3
29 abril

summer love - parte 3

19 de abril de 2011


Resultado de imagem para girls in shop tumblr

 Naquela noite sonhei com o Francisco, um sonho estranho mas bom ao mesmo tempo, mal eu  sabia que na altura já despertava um certo interesse nele.
 "Passeava-mos juntos pelo jardim quando ele me pega na mão e me diz: és o melhor de mim!Deu-me um beijo na testa e continuamos por um caminho desconhecido...".
  
 Acordei com os raios de sol que espreitavam pela janela do meu quarto, estava um belo dia para o desperdiçar ficando enfiada em casa. Liguei à Carla e ficou combinado irmos até ao shopping, fazer compras, experimentar maquilhagem e fazer coisas que as raparigas costumam fazer.

 ***




Carla: Que achas deste vestido?

Alice(eu): Super sexy! Tens de o experimentar!!!

Carla: Ok, vou já tratar disso! andaaa!


A Carla era uma amiga espectacular, uma rapariga ajuizada, muito divertida e sempre bem disposta. Uma amiga que era para a vida, uma amiga a quem eu dava a minha vida por ela. Morro de saudades dela.

Alice (eu): Perfeito!

Aquele vestido ''ficava-lhe a matar'', era escuro e contrastava com o seu tom de pele, assentava no seu corpo elegante e dava vida aos seus olhos azuis.

Depois de várias horas no shopping, decidimos ir até minha casa e almoçar por lá. Carregamos os sacos de compras e fomos até ao carro. Sentia-me  cansada, ir às compras era relaxante mas ao mesmo tempo deixava-me de rastos. 
Foi uma manhã bem produtiva e bastante divertida.

Carla: Então e o que fazemos para o nosso almoço?

Alice (eu): Que tal uma salada? está tanto calor que nem me apetece comer uma coisa muito pesada..

Carla: Por mim fazemos a salada! Também não estou assim com grande fome.

Preparámos a salada e sentámos-nos a almoçar enquanto víamos televisão. Pouco depois de terminar a minha salada recebo uma mensagem do Francisco a convidar-me, a mim e à Carla, para irmos ter com ele e com o Bernardo, o seu melhor amigo, à praia.

Alice (eu): Olha o Francisco perguntou se queríamos ir a praia ter com eles..

Carla: Ter com eles?

Alice (eu): Sim, ele e o Bernardo.

Obviamente que a Carla não ia recusar tal convite, sendo ela completamente louca pelo Bernardo. Falava-se no Bernardo e ela explodia de amor por ele. 

Carla: Aiii Bernardo, Bernardo... mal posso esperar por te ver...

Alice (eu): ahahahah só tu!!!

Subimos até ao meu quarto e vestimos os bikinis por baixo da roupa, pegamos nas toalhas e seguimos para a praia.




summer love - parte 2
19 abril

summer love - parte 2



Tudo começou naquele verão…
Estava um dia quente, como um dia normal de Verão,o mar estava calmo e eu passeava à beira-mar ao som do embalo das ondas.
Francisco: Alice! Alice!

Virei-me. Era ele, o Francisco, de cabelo escuro e olhos castanhos cor de avelã. Envolveu-me num abraço apertado. Meu Deus! As saudades que eu tinha dele!
Alice(eu): Francisco!!! Voltas-te!

Francisco: Claro que sim! 
Sentá-mo-nos na areia e ficamos ali a conversar imenso tempo. Tínhamos de pôr a conversa em dia depois de tanto tempo sem nos vermos.

Oh como eu tinha saudades dele e das nossas conversas longas.



***

"Os meus pais estavam preocupados após terem recebido uma chamada.Eram os pais do Francisco,ele tinha desaparecido e ninguém sabia dele, um arrepio percorreu o meu corpo e lágrimas caíam sobre a minha cara, entrei em desespero e saí de casa a correr, as ruas estavam vazias, escuras e o meu coração batia com toda a força."
Há muito tempo que não tinha pesadelos. Que noite agitada. Não suportava a ideia de o perder de novo. Ele era como um melhor amigo para mim, contava-lhe tudo e ele a mim.
Acordei com o telemóvel a tocar, era uma mensagem do Francisco "que fazes esta tarde?". 
Suspirei de alívio e respondi "vou estar pela praia".


***
Estava imenso calor , estendi a minha toalha e fui dar um mergulho.Quando voltei  deparei-me  com ele ,trazia a sua prancha de surf. Sim, ele era doido pelo surf, passava a vida a deslizar entre as ondas, a praia era o seu refúgio.

Alice(eu): Já chegas-te!
Francisco: Sim,como está o mar?
Alice(eu): Está óptimo! Como estas?
Francisco: Estou bem! 
Estendi-me na toalha enquanto o Francisco caminhava para o mar junto com a sua prancha. Tinha um corpo um pouco musculado, a sua pele bronzeada brilhava ao sol, como ele era lindo. Ahh... e aquele sorriso...ficou para sempre na minha memória.



summer love-parte 1
19 abril

summer love-parte 1